Fatores que você deve levar em consideração ao montar o roteiro de uma viagem

Tenha em mente, antes de mais nada, que não vale nem um pouco a pena passar por vinte cidades em vinte dias, apenas para dizer que rodou o mundo.

Montar um bom roteiro envolve tomar decisões, estabelecer critérios e fazer escolhas – e todos esses itens são extremamente individuais. A troca de experiências e informações com outros viajantes é essencialmente válida, mas avalie cada item e cada informação pesquisada com base em seus valores, interesses, disponibilidade de tempo e possibilidades financeiras, antes de definir seu passeio.

Quando viajar?

As melhores estações para conhecer qualquer lugar, sobretudo destinos com estações do ano bem definidas, são a primavera e o outono, com temperaturas mais amenas, filas menores nas atrações mais concorridas, hotéis mais baratos e muita atividade cultural.

Entretanto, são poucas as pessoas que têm a sorte de poder viajar na baixa temporada. Se você não é uma delas, já inclua em seu planejamento de viagem o tempo gasto em filas para museus e demais atrações, os acréscimos no preço da hospedagem e na necessidade de gastos extras (como a compra de um bom casaco impermeável para quem viaja no inverno, por exemplo), para não ter surpresas desagradáveis de última hora.

Evite sempre que possível viajar para a Europa ou os Estados Unidos no mês de agosto, que coincide com as férias locais, pois você terá que dividir espaço com uma infinidade de turistas em todas as atrações e acabará pagando preços geralmente inflacionados em hotéis, restaurantes etc.

Se você viajar para um mesmo país nas quatro estações, pode estar lar certo de que terá experiências completamente diferentes a cada viagem. As cidades ficam muito diferentes, as paisagens mudam drasticamente e até as pessoas sofrem transformações significativas com a mudança das estações.

Se houver a possibilidade de retornar a um destino conhecido em uma estação do ano diferente, experimente.

“Se só puder viajar durante o mês de julho, não sofra com pensamentos negativos por ser o pico da alta temporada em quase todo o mundo. Esteja preparado para o grande contingente de turistas que encontrará pelo caminho e para eventuais atrasos em voos e filas demoradas em atrações disputadas. Programando-se antecipadamente para esses possíveis contratempos, você estará muito mais aberto para conhecer, visitar e passear pelos destinos.

Deixe uma resposta